5 coisas para saber antes de investir em links patrocinados

Por Erik Willian

5-coisas-para-saber-antes-de-investir-em-links-patrocinados.jpeg

É impressionante como a internet mudou completamente os hábitos de compra dos consumidores. De acordo com o estudo “Varejo no Brasil: a influência do digital sobre o consumo, elaborado pela Boston Consulting Group (BCG), quase todos os brasileiros que possuem acesso a essa tecnologia — cerca de 106 milhões de usuários — pesquisam na rede durante alguma etapa em um processo de compra. 

Por isso, ter uma empresa bem colocada nos resultados em mecanismos de busca se tornou fundamental para quem quer sair na frente da concorrência. 

Há aqueles que não somente dispõem de estratégias de Search Engine Optimization (SEO) — conjunto de técnicas para otimizar o site e obter melhores resultados orgânicos no Google — mas também investem de maneira consistente nos links patrocinados. 

Apesar de todo mundo já ter visto os anúncios localizados no topo da página — relacionados às palavras-chave de uma busca —, muitas pessoas não sabem como, realmente, investir em links patrocinados. Até mesmo quem já é familiarizado com o assunto desconhece algumas informações importantes, que fazem toda a diferença no resultado de uma campanha. 

Para isso, mostraremos neste post 4 coisas que você deve saber antes de investir em links patrocinados. Confira! ​

Entenda, de uma vez, o são os links patrocinados 

Basicamente, os links patrocinados são os anúncios pagos. Uma das ferramentas mais conhecidas para esse fim é o Google Adwords, que exibe links nas pesquisas do Google, além de outros canais parceiros, como o Youtube. 

No mecanismo de busca do Google, esses anúncios são exibidos no topo dos resultados quando um usuário faz uma busca com uma palavra-chave patrocinada. 

Por exemplo, se você digita “tênis de corrida”, aparecerão no campo de resultados patrocinados alguns anúncios que apresentam relação com o termo pesquisado. 

Mas não é tão simples assim! Como algumas palavras são muito concorridas, o Google faz uma espécie de leilão e, assim, os primeiros que surgem são aqueles que têm maior AdRank (valor máximo que você pretende pagar por cada clique multiplicado pelo índice de qualidade do anúncio). 

Enfim, é uma das melhores ferramentas para atrair clientes e, consequentemente, aumentar suas vendas. Isso, porque seu anúncio aparecerá para aqueles usuários que buscam exatamente o produto e o serviço que você oferece. 

Quando você cria uma conta para anunciar no Google AdWords, por exemplo, é mostrado um passo a passo de como montar uma campanha.

Mas há alguns aspectos importantes que devem ser levados em conta — e que muitas vezes são desconhecidos — principalmente se você ainda não utilizou a plataforma. Nos próximos tópicos mostraremos algumas questões cruciais. 

Confira o que você deve saber antes de investir em links patrocinados

1. As campanhas devem estar alinhadas com o conteúdo do seu site 

De que adianta o usuário fazer uma busca com determinada palavra-chave, seu anúncio aparecer, ele clicar porque acredita que é exatamente o que procura, mas quando é redirecionado para seu site, o conteúdo não é bem o que o anúncio dizia? 

Preocupe-se em criar campanhas bem estruturadas, com palavras-chave segmentadas e anúncios atrativos. Mas também preste atenção se o seu anúncio está apropriado para a página de destino.

2. É necessário escolher muito bem as palavras-chave

Talvez a escolha das palavras-chave seja uma das tarefas mais importantes para o sucesso de uma campanha. E o primeiro passo é pensar como o cliente, analisando como você buscaria tal produto se fosse o consumidor. 

Além disso, há ferramentas que ajudam na escolha dessas palavras, como o próprio AdWords, com informações bem interessantes — como o volume de busca de cada expressão e a indicação de outras palavras-chave relacionadas.

Outros cuidados também são essenciais nesse momento, como: 

  • fazer teste A/B para verificar os termos que possuem o melhor retorno; 
  • analisar o custo dos cliques de cada palavra-chave, a fim de saber se o investimento vale a pena; 
  • tentar ser bem específico e eficiente na escolha das palavras-chave, pois, assim, é mais fácil acertar o alvo.

3. Há mais de uma forma de anúncio

Há duas maneiras de anunciar no Google e cada uma delas tem objetivos diferentes. Portanto, é preciso entender como funcionam para que você faça a escolha certa! 

Rede de Pesquisa

Esse tipo de campanha é uma excelente maneira de aumentar a conversão, em razão de alcançar os usuários no momento da busca e no instante em que estão decididos a realizar a compra.  

A rede de pesquisa tem como foco as palavras-chave específicas que tem ligação com o seu produto.

Por exemplo, caso você tenha uma loja virtual e deseje aumentar as vendas na coleção de primavera/verão, defina as palavras-chave, como “roupas”, “primavera” e “verão”. Assim, quem buscar por “comprar roupas para primavera verão” será atraído pelo seu anúncio.

Rede de Display

Para essa opção, as campanhas não aparecem nos buscadores, mas sim em sites parceiros do Google, em banners com formatos de textos, vídeos, imagens etc.

Na Rede de Display, é importante ter qualidade no conteúdo e segmentação para o público certo.

Nesse tipo de campanha, é necessário ter muita atenção na hora de escolher os sites parceiros para a exibição do anúncio. De nada adianta ter uma loja virtual de eletrônicos e querer anunciar em um local que nada tenha a ver com o segmento. 

4. É fundamental definir as palavras negativas

As palavras negativas são aquelas que você não quer estejam relacionadas ao seu anuncio em eventuais buscas, por não ter a ver com o seu negócio ou produto.

O problema é que muitas pessoas não enxergam a real importância de utilizar esse recurso.

Veja um exemplo: uma empresa oferece serviços de marketing digital e, portanto, utiliza o termo como uma de suas palavras-chave. Entretanto, essa palavra pode atrair pessoas que procuram soluções ou usuários pesquisando sobre cursos da área.

Suponhamos que, nesse caso, a intenção da empresa é atrair clientes que querem contratar seus serviços e, por isso, expressões como “curso de marketing digital” ou “escola de marketing digital” precisam ser marcadas como palavras negativas para que os anúncios são sejam exibidos para aqueles que não têm interesse no que você anuncia.

5. Uma equipe especializada pode potencializar os resultados da sua empresa

É verdade que o trabalho com links patrocinados não é tão simples, principalmente se você não tem muito conhecimento acerca das tecnologias do meio digital. 

Se esse for seu caso, a contratação de uma agência especializada em marketing digital pode ser a solução dos seus problemas, deixando que eles realizem todo o trabalho, desde o planejamento até definição de estratégias e criação de campanhas. 

Afinal, são profissionais que sabem tudo sobre a ferramenta, sendo essa uma iniciativa mais apropriada para a obtenção de bons resultados. 

Portanto, se você quer mesmo investir em links patrocinados, não deixe de entrar em contato conosco para contar com a nossa ajuda! 

Erik Willian

Fundou a Digital Pixel em 2010, nascido em Belo Horizonte / MG, é experiente tanto na área de desenvolvimento como nas atividades de planejamento, atendimento. Atualmente é o responsável, na Digital Pixel pelo setor comercial e planejamento. Trabalhando com prospecção e adquisição de novas parcerias/clientes para a empresa. Participa ativamente dos projetos da empresa, e esteve presente desde a pré-contratação à entrega em mais de 1000 projetos web de diversos seguimentos.

Comentários

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Comente com o Facebook

Av. do Contorno - n°3979 sala 1004
Santa Efigênia - Belo Horizonte - MG
30110-021

(31) 3384-8620

contato@digitalpixel.com.br

Voltar Para o Site