Importância das redes sociais no e-commerce

Por Ana Izabel

ecommerce

Assistimos a um crescimento exponencial no uso das redes sociais e do comércio eletrônico. O e-commerce vem permitindo às empresas focarem no que realmente é importante para sua lucratividade, ou seja, o usuário e a relação sem barreiras que é criada com ele.

Na maioria das estratégias de criação de sites em BH e marketing digital de um e-commerce, as redes sociais são um pilar essencial na atração de potenciais compradores, principalmente pelos números apresentados:

  • Em 2013, 75% das vendas de e-commerce geradas pelas redes sociais vieram do Facebook, Pinterest e Twitter;
  • 39% dos usuários do Facebook gostam de pesquisar produtos nas páginas de suas marcas preferidas;
  • 74% dos consumidores dependem das redes sociais para conduzirem suas compras;
  • 4 em cada 10 usuários realizam a compra de um item após tê-lo compartilhado nas redes sociais.

Hoje não basta um e-commerce bem estruturado. É preciso entender que boa parte (senão a maior parte) dos consumidores está nas redes sociais e que, a partir delas, o tráfego será gerado a um custo menor do que os links patrocinados.

O marketing nas redes sociais

As redes sociais dependem principalmente das interações entre as pessoas, como a discussão e o diálogo, visando à construção de uma espécie de sentimento compartilhado pelo uso da tecnologia como um canal de comunicação.

Um dos principais usos das redes sociais no meio corporativo diz respeito ao próprio marketing. Compreende práticas que vão desde a geração de seguidores, distribuição de conteúdos relevantes, ofertas, atendimento e retenção.

O principal objetivo é a construção de uma relação com os consumidores, que podem até estar em estágios iniciais na jornada de compra, mas que irão considerar um comércio eletrônico como uma opção de compras, além de estabelecer uma relação de confiança mais próxima.

Essencialmente, o marketing social oferece uma oportunidade muito interessante para alcançar clientes reais e potenciais de modo direto e eficaz. De fato, os benefícios de usar as redes sociais como parte da estratégia de marketing podem ser resumidos em 4 pontos:

  • Ampliar a visibilidade da marca;
  • Criar uma relação próxima e direta entre cliente e empresa;
  • Aumentar o tráfego da loja virtual;
  • Impulsionar novas vendas por meio dos promotores da marca.

O e-commerce e as redes sociais

A existência do e-commerce só faz sentido quando combinada a uma forte política de marketing digital. Ao contrário de uma loja física, que tem sua fachada exposta nas ruas da cidade, um negócio online possibilita a divulgar de produtos de maneira ampla para atrair clientes.

Não é à toa que as principais redes sociais já disponibilizam ferramentas de negócios, de forma que qualquer empresa possa enviar suas mensagens promocionais a uma gigantesca quantidade de visitantes e usuários dessas mídias.

O Facebook, por exemplo, evolui constantemente suas ferramentas. Recentemente, lançou uma nova funcionalidade, chamada Facebook para Empresas. Um dos objetivos é ajudar as empresas que desejam atingir potenciais clientes em outros países.

As novas funcionalidades que as redes sociais trouxeram ao modo de se fazer negócio mudaram completamente a forma de se planejar as campanhas para promoção de produtos, serviços e marcas.

Com isso, devemos encarar as redes sociais com três principais objetivos:

Distribuição de conteúdo de qualidade

Em geral, quando um cliente navega pelo Facebook, ele não está em estágio avançado dentro do funil de compras, portanto, a oferta de um produto pode não ser atrativa. Provavelmente, o sucesso pode estar na divulgação de um conteúdo que ajude o cliente a despertar o interesse na compra.

Por exemplo: Você sabia que existem tênis para cada tipo de pé?

Seria uma excelente forma de capturar os dados de potenciais clientes ou pelo menos iniciar uma relação positiva com eles.

Montando uma estratégia de inbound marketing para e-commerce, o fluxo de potenciais compradores será constante, assim como a receita, a um baixo custo e alto ROI.

Ofertas segmentadas

Ao capturar os dados de um potencial cliente, como e-mail, e após o consumo de conteúdo a respeito de sapatos de uma determinada marca, provavelmente o cliente estará no momento certo da compra.

Portanto, a utilização de ferramentas, como a Lookalike, é certeira para o momento de segmentar o público que deverá receber a oferta.

Vale uma dica: conforme comentamos, a grande maioria dos usuários não está no momento de compra dentro das redes sociais. A expectativa de atingir uma grande parcela de seguidores ao realizar uma oferta deve ser baixa.

O sucesso está em iniciar boas estratégias de relacionamento que criam confiança com o consumidor. No momento em que ele estiver pronto para uma compra, tanto as redes sociais quanto outros meios para converter podem ser utilizados.

Fortalecimento da marca

Se olharmos as redes sociais como um geradoras de conteúdos relevantes e de ofertas para clientes segmentados, as marcas começam a serem lembradas e a terem seguidores engajados, conhecidos como promotores.

É a partir deles que as marcas crescerão organicamente, já que um promotor irá referenciar uma loja virtual a um potencial cliente que, por sua vez, falará com outro e assim sucessivamente. Este efeito bola de neve gera resultados incríveis e posiciona as marcas.

Ana Izabel

Comentários

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Comente com o Facebook

R. Duarte da Costa, 405 - Liberdade - BH/MG - 31270-170

(31) 3384-8620

contato@digitalpixel.com.br

Voltar Para o Site