5 tipos de anúncios no Google Adwords que você precisa conhecer

Por Erik Willian

5-tipos-de-anuncios-no-google-adwords-que-voce-precisa-conhecer.jpeg

O Google, empresa de porte gigante que é, tem a maior parte de sua receita originada de publicidade. Com isso, são oferecidos diversos tipos de anúncios no Google Adwords, para que a ferramenta suporte diferentes modelos de negócio e os promova de forma eficiente.

A depender das características e do objetivo que seu negócio tenha, diferentes tipos de anúncios podem ser mais adequados a uma campanha de marketing. No post de hoje vamos falar sobre conceitos importantes do Adwords e os principais anúncios que o Google oferece. Confira!

Rede de pesquisa e rede de display

A grande maioria dos anúncios no Google Adwords leva em consideração sua exibição na rede de pesquisa e na rede de display do site.

A rede de pesquisa oferece anúncios na página de buscas do Google e de sites parceiros. Se você criou uma campanha, ela será exibida quando um usuário pesquisar algum termo próximo às palavras-chave relevantes escolhidas.

A rede de display, por outro lado, consiste em uma série de sites (na casa dos milhões) que reservam um espaço para publicidade do Google. Ao criar um anúncio para a rede de display, leva-se em consideração o conteúdo da página e um perfil aproximado do usuário para exibir anúncios que possam ser relevantes.

Os tipos de anúncios no Google Adwords

Agora, vamos mostrar cada tipo de anúncio. Analise as características e identifique o que mais se enquadra no seu negócio.

1. Rede de pesquisa com exibição em display

O primeiro tipo de anúncio é o mais abrangente. Por meio dele, você cria em uma mesma campanha um anúncio para ser exibido nas páginas de pesquisa — rede de pesquisa — e outra para sites de assuntos relacionados — rede de display.

Anúncios na rede de pesquisa com exibição em display tendem a conquistar maior visibilidade para o negócio, pois atacam mais frentes com um único orçamento. Porém, eles são um pouco mais difíceis de controlar. Isso porque não há como analisar qual canal foi o mais eficiente para o sucesso do objetivo traçado.

2. Apenas na rede de pesquisa

Anunciar na rede de pesquisa é interessante para negócios que trabalham com o atendimento a necessidades mais imediatas e objetivas dos usuários. Portanto, empresas prestadoras de serviços e sites de e-commerce podem se beneficiar desse tipo de anúncio.

A rede de pesquisa permite anúncios curtos de texto e segmentação conforme palavras-chave. Por meio dessa divisão, é possível delimitar o conteúdo do site, características do público-alvo e localização da empresa.

A segmentação é extremamente importante para dar destaque ao anúncio, sendo percebido pelo usuário que deve ser atingido pela campanha.

Para garantir a eficiência dessa divisão, é necessário delimitar as palavras-chave até certo ponto, de modo que não fique restrito demais e atinja poucas pessoas. Além disso, é importante um estudo das tendências de busca, não apenas para planejar o conteúdo de uma estratégia de inbound marketing, mas também as palavras-chave dos anúncios.

Por isso, é sempre importante revisar a eficácia das publicidades, o engajamento que elas geram, e como utilizar as tendências de busca a favor desses anúncios.

3. Apenas na rede de display

A rede de display é importante para divulgar a imagem de uma empresa para o mercado, gerar brand awareness. Anunciar na rede de display não mira em usuários que necessariamente precisam do produto ou serviço oferecido no momento em que vêem o anúncio, mas apresentam uma marca que pode ser interessante em um momento futuro.

Os anúncios na rede de display são exibidos em páginas ou aplicativos relacionados ao conteúdo do anúncio, seu tema principal.

Eles suportam mais formatos, como texto, imagens, vídeo e rich media — anúncios mais interativos, em que se pode, por exemplo, clicar para exibir som, que se expanda na tela ou que possibilite alguma ação por parte do usuário para interagir com ele por meio de cliques.

Um uso interessante para a rede de display é o remarketing, ou retargeting. Se o site de sua empresa tem suporte a essa ferramenta, usuários que o acessaram, visualizaram um produto e não o compraram terão um anúncio desse produto na rede de display, em outro site.

Um anúncio em rede de display é, tecnicamente, mais complicado do que o da rede de pesquisa. Para passar uma impressão positiva para os usuários que serão impactados pela publicidade, é necessário um trabalho apurado de design, fotografia ou produção de vídeo. Há, também, o trabalho de segmentar o anúncio, como na rede de pesquisa.

Portanto, para anunciar na rede de display é recomendado acionar uma agência especializada, que potencializará suas ações e resultados.

4. Google Shopping

O Google Shopping é uma ferramenta muito importante para lojas virtuais. A plataforma busca preços de produtos semelhantes pela internet e exibe para o usuário aqueles que são mais competitivos.

Para utilizar o Google Shopping, você deve ter uma conta no Adwords e se cadastrar no Google Merchant Center, listando seus produtos e enviando suas informações para promoção. Após, cria-se uma campanha específica de Shopping no Adwords.

Criada uma campanha, seu produto aparece na rede de pesquisa do Google. Assim, quando um usuário pesquisar determinado produto, o que você oferece aparecerá como resultado em destaque, ao lado de produtos semelhantes, com os respectivos preços e lojas que os oferecem. Ao clicar, o usuário é direcionado para a loja online.

5. Anúncio no Youtube

Por fim, o anúncio no Youtube tem sido uma forma bastante popular de promover negócios ultimamente, sendo grande fonte de receita para o site e para os produtores de conteúdo dele.

Além de anúncios comuns de vídeo que podem ser exibidos em toda a rede de display do Google, os anúncios do Youtube, também administrados pelo Adwords, são divididos assim:

  • trueview in-stream: anúncios que são exibidos antes, durante ou depois de vídeos, com durações um pouco mais longas e que, portanto, podem ser pulados. Também são exibidos em vídeos incorporados em outros sites;
  • trueview video discovery: são conteúdos promovidos nas páginas de busca do Youtube ou como vídeos relacionados. Ao clicar no anúncio, o usuário é direcionado para o vídeo publicitário da empresa;
  • bumper: são pequenos anúncios exibidos no início de vídeos, com duração máxima de seis segundos e que não podem ser pulados. Bons para teasers e para mensagens curtas e marcantes.

Portanto, para escolher entre os tipos de anúncios no Google Adwords, tenha objetivos em mente e busque formas de anúncio que melhor se adaptem ao seu modelo de negócio. Agências de marketing digital são especialistas nesse trabalho e analisam periodicamente as métricas de cada anúncio feito, realizando testes e encontrando os melhores resultados. Por isso, avalie uma boa agência e potencialize suas estratégias.

Sua empresa já utiliza o Adwords? Como tem sido a experiência? Deixe seu comentário em nosso artigo e participe dessa discussão.

Erik Willian

Fundou a Digital Pixel em 2010, nascido em Belo Horizonte / MG, é experiente tanto na área de desenvolvimento como nas atividades de planejamento, atendimento. Atualmente é o responsável, na Digital Pixel pelo setor comercial e planejamento. Trabalhando com prospecção e adquisição de novas parcerias/clientes para a empresa. Participa ativamente dos projetos da empresa, e esteve presente desde a pré-contratação à entrega em mais de 1000 projetos web de diversos seguimentos.

Comentários

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Comente com o Facebook

Av. do Contorno - n°3979 sala 1004
Santa Efigênia - Belo Horizonte - MG
30110-021

(31) 3384-8620

contato@digitalpixel.com.br

Voltar Para o Site